gravatar

O ADEUS DE UM ESTADISTA

 

Jubilosos os portais da eternidade
O brioso homem, receberam, sem igual.
Saudando-o, os anjos em festival,
És bem-vindo - lhe disseram - tenha bondade,

Assente-se e descanse só um pouco! [...]
Lamentamos essa perda irreparável
Em meio aos cacos de um mundo louco
No burburinho da noite inefável.
Cessem os hinos todos entoados
As glórias sem par dos mascarados
Resoluto, Alencar nos deixa órfãos!

Guardaremos no sótão da lembrança
O exemplo maior de honradez, bonança,
Melhor virtude, celestes órgãos!...
Em tristeza e pranto nos quedamos
Sol entre nuvens, oh!, piar de gaturamos!

Da coruja o algúrio impoluto
Anuncia que o Brasil está de luto!...

Seguindo em frente, já que a vida continua,
Imitemos o estadista, (levemos-lhe madressilva...)
Lutando pra que não haja mais crianças de rua
Vamos, Brasil, mostra tua cara nua e crua
Avante, por José Alencar Gomes da Silva!

by Jaime Adilton Marques de Araújo

Homenagem do poeta ao homem honrado, José Alencar, que adentrou os Portais da Eternidade, há um ano, em 29 de março de 2011. Eternas Saudades!!!

Apresentação

Cantinho da Saudade é o espaço virtual de compartilhamento de meus rabiscos de poesia produzidos desde 1994 até a atualidade, através dos quais canto a vida em suas múltiplas nuances! Os poemas que aqui vão são elaborados de acordo com as mais variadas regras e temáticas da arte poética clássica, moderna e contemporânea, consoante as múltiplas vozes de meus heterônimos!


Prefácio

Cantinho da Saudade é o meu blog
Onde quase sempre venho postar
Arrebóis, luas ternas, brisas do mar
E uma velha ternura de buldogue!

Mergulhe à vontade, mas não se afogue
Nas águas cristalinas desse mar...
Mas se razão faltar-lhe pra chorar,
É favor vir outro dia bem mais grogue,

Pois aqui encontrará um coração
Dilacerado sob o plenilúnio
De lembranças perenes de emoção

E saberá que da vida o infortúnio
É buscar, em vão, na velha madrugada,
O sorriso da Eterna Namorada!


Visitas de Calíope e Érato

Colaboradores

Tradução Simultânea

English French German Spain Italian
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic

Previsão do Tempo

Formas Poéticas

Acróstico (74) Aldravia (5) Balada (7) Caligrama (10) Dez-De-Queixo-Caído (2) Duotrix (8) Epigrama (5) Espinela (1) Ethree (1) Gazal (6) Haicai (48) Indriso (52) Limerik (3) Monóstico (1) Moteto (6) Plêiade (4) Poetrix (43) Quadra (29) Ritornelo (3) Rondel (58) Rondó (8) Roundel (1) Rubai (9) Sextina (1) Sonetilho (4) Soneto (410) Terza-Rima (1) Tradução (5) Triolé (11) Trova (11) Vilancete (4) Vilanela (2) Virelai (4)

Assunto Temático

Estatísticas...

Este blog possui atualmente:
Comentários em Postagens!

Horário de Brasília

Visitantes

Free counters!

Amigos On Line

Outras Saudades...