gravatar

IRONIA DO AMOR



Eu vou te ensinar a me esquecer
Pra que não veja o pranto inundar
A tua face meiga ao sofrer
O duro golpe de me abandonar...

É preciso, vou ter que acostumar
Com essa ausência/saudade de você
Eu vou te ensinar a me esquecer
Pra que não veja o pranto inundar

A minh'alma que não quer mais saber
De inebriar-se com o lívido luar;
Outra razão, eu preciso, pra viver
Nessa vida ingrata encontrar.
Eu vou te ensinar a me esquecer!...

by Pedro Paulo Barreto de Lima

O PODER DAS PALAVRAS

Se me disseres que me amas, acreditarei. Mas se escreveres que me amas,
acreditarei ainda mais.

Se me falares da tua saudade, entenderei. Mas se escreveres sobre ela, eu a
sentirei junto contigo.

Se a tristeza vier a te consumir e me contares, eu saberei. Mas se a
descreveres no papel, o seu peso será menor."

E assim são as palavras escritas: possuem um magnetismo especial;
libertam, acalentam, invocam emoções.

Elas possuem a capacidade de, em poucos minutos, cruzar mares, saltar
montanhas, atravessar desertos intocáveis.

Muitas vezes, infelizmente, perde-se o autor, mas a mensagem sobrevive ao
tempo, atravessando séculos e gerações. Elas marcam um momento que será
eternamente revivido por todos aqueles que as lerem.

Viva o amor com palavras faladas e escritas. Mate saudades, peça perdão,
aproxime-se. Recupere o tempo perdido, insinue-se, alegre alguém, ofereça um
simples "bom dia".

Faça um carinho especial. Use a palavra a todo instante, de todas as
maneiras, e verá que a sua força é imensurável. Lembre-se sempre
do poder das palavras.

"Quem escreve constrói um castelo, e quem lê passa a habitá-lo"

um forte abraço meu querido poeta.saudades de voce!!!

Apresentação

Cantinho da Saudade é o espaço virtual de compartilhamento de meus rabiscos de poesia produzidos desde 1994 até a atualidade, através dos quais canto a vida em suas múltiplas nuances! Os poemas que aqui vão são elaborados de acordo com as mais variadas regras e temáticas da arte poética clássica, moderna e contemporânea, consoante as múltiplas vozes de meus heterônimos!


Prefácio

Cantinho da Saudade é o meu blog
Onde quase sempre venho postar
Arrebóis, luas ternas, brisas do mar,
E uma velha ternura de bulldog!

Mergulhe à vontade, mas não se afogue
Nas águas cristalinas desse mar.
E, se razão faltar-lhe pra chorar,
Volte, então, outro dia, bem mais grogue,

Pois aqui encontrará um coração
Dilacerado sob o plenilúnio
De lembranças perenes de emoção

E saberá que da vida o infortúnio
É, procurar, em vão, na madrugada,
O sorriso da Eterna Namorada!...


Visitas de Calíope e Érato

Colaboradores

Tradução Simultânea

English French German Spain Italian
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic

Previsão do Tempo

Formas Poéticas

Acróstico (74) Aldravia (5) Balada (7) Caligrama (10) Dez-De-Queixo-Caído (2) Duotrix (8) Epigrama (5) Espinela (1) Ethree (1) Gazal (6) Haicai (48) Indriso (52) Limerik (3) Monóstico (1) Moteto (6) Plêiade (4) Poetrix (43) Quadra (29) Ritornelo (3) Rondel (58) Rondó (8) Roundel (1) Rubai (9) Sextina (1) Sonetilho (4) Soneto (410) Terza-Rima (1) Tradução (5) Triolé (11) Trova (11) Vilancete (4) Vilanela (2) Virelai (4)

Assunto Temático

Estatísticas...

Este blog possui atualmente:
Comentários em Postagens!

Visitantes

Free counters!

Outras Saudades...