gravatar

HAYKAI Nº 14


Trinta e um de janeiro -
Outra vez a lua crescente
Dá o ar da graça!

by Jayme Lorenzini García
Leia Mais ››


gravatar

LOUCO DESEJO



Vontade de lamber-te, inteirinha,
Sugar o mel de teu lábio pequeno;
De deleitar-me em teu corpo moreno
Da boca da noite à madrugadinha!

Vontade de dar a ti um gozo pleno
Digno de teu corpo esbelto, ó rainha!
De, em meus braços, ter-te, toda minha,
Até exaurir-te, plácido e sereno,

Em um múltiplo orgasmo lancinante
Que te arranque um gemido ofegante
Fruto da noite intensa, orgíaca, de Évora!...

Vontade de, amar-te assim, ó lisboeta,
E a ambrosia sugar-te da buceta,
Ninfomaníaca e sedutora Débora!
Leia Mais ››


gravatar

AMOR, IMPURO AMOR!




Queria apenas poder ser puro como tu és
Para amar-te demorada, tranquilamente...
Mas... é que eu fui picado pela Serpente
E tenho apenas o amor impuro dos infiéis!

E que a pureza do que eu sinto ternamente
Fosse mais que os meus cansaços, meus lauréis
Para eu trazer-te, em oferenda, aos teus pés
Toda a ternura de meu peito impudente!

Mas eu fui contaminado pela Megera
Petrificado pelo olhar libidinoso
De Medusa enciúmada do olor de Hera!

E, por isso, na alma torpe que se aclara
Trago essas cinzas de um amor desventuroso
Que em volúpias desfez-se, ardendo, em tua ara!

by Jayme Lorenzini García
Leia Mais ››


gravatar

AMAR & QUERER




I

Eu não vou dizer que te amo
Porque isso não é amor
O que sinto por ti é loucura
De um sentimento
Que o tempo não apagou

O que sinto por ti é desejo
É o resquício do fogo
De uma paixão

O que sinto por ti é ternura
É a nota chorosa
Desse violão!

II

Eu não vou dizer que te quero
Porque isso não é querer
O que quero de ti é a alma
É o corpo, és o espírito
É todo o teu ser

O que quero de ti é o silêncio
Pra que eu possa amar-te
Sempre e melhor

O que quero de ti é que aceites
O meu estranho querer-te
E meu estranho amor!

by Jayme Lorenzini García
Leia Mais ››


gravatar

VIVEIRO

 

Águia parada:
Cristalino berço
Do ædes ægypti!

by Daniel Jônatas M. de Queirós Mauá Jr.
Leia Mais ››


gravatar

IRONIA DO AMOR



Eu vou te ensinar a me esquecer
Pra que não veja o pranto inundar
A tua face meiga ao sofrer
O duro golpe de me abandonar...

É preciso, vou ter que acostumar
Com essa ausência/saudade de você
Eu vou te ensinar a me esquecer
Pra que não veja o pranto inundar

A minh'alma que não quer mais saber
De inebriar-se com o lívido luar;
Outra razão, eu preciso, pra viver
Nessa vida ingrata encontrar.
Eu vou te ensinar a me esquecer!...

by Pedro Paulo Barreto de Lima
Leia Mais ››


gravatar

UM NOVO TEMPO PARA O CORAÇÃO



Um novo tempo, ó Deus, para a minh'alma
Tempo de bênção e gozo espiritual
Que me traga a vitória sobre o mal...
Tempo de paz, bonança, e de calma!

Um novo tempo aos ossos ressequidos,
Pois já não há mais vacas nos currais;
Tempo serôdio, de abundância e paz
Ao teu servo já cansado e afligido!

Desse tempo eu preciso, Deus Eterno,
Para sentir o teu carinho terno,
E saber que és a minha proteção!

E assim o meu louvor será sincero!
Um novo tempo é tudo o mais quero
Para servir-te, ó Deus, de coração!

by Jaime Adilton Marques de Araújo
Leia Mais ››


gravatar

NADA FICOU NO LUGAR...


Mote:
Em quietude a noite em paz descansa,
Mas de repente a brisa se transforma.
Edith Maria Lobato
Em quietude a noite em paz descansa,
Mas de repente a brisa se transforma
Para envolver o teu corpo numa dança
Sensualíssima que desafia a norma

Da sociedade que, por contraforma,
Quer, de ti, esquivar-se com trigança.
Em quietude a noite em paz descansa,
Mas de repente a brisa se transforma!

É que vens vindo, faceira, com pujança,
Transtornando de vez a boa norma
Pois até onde o humano olhar alcança
Tua brejeirice está na plataforma...
Em quietude a noite em paz descansa!

by Pedro Paulo Barreto de Lima
Leia Mais ››


gravatar

À TARDIA LUA NOVA



Tardiamente apareces em janeiro,
Ó lua nova da minha consolação.
Há meses em que tu surges primeiro;
Mas neste te retardas!... Que aflição!

No entanto, estendes tua proteção
Sobre o poeta que é teu prisioneiro.
Tardiamente apareces em janeiro,
Ó lua nova da minha consolação.

Mas surges, deixando-me faceiro
E com vontade de escrever essa canção
Que exalta o teu porte altaneiro
Nas asas ritmadas da emoção.
Tardiamente apareces em janeiro!...

by Jayme Lorenzini García
Leia Mais ››


gravatar

UM GRANDE AMOR ONÍRICO



Me queres
E o teu desejo insano me domina todo
Em sonhos
Me envolves em teus braços que me deixam louco
Me afagas
E morto de paixão
Me entrego a esse amor que é puro e verdadeiro
Que vence espaço e tempo posto que é o primeiro
Pra sempre vou te amar eu sei
E contra essa força não existe nada
Nem lei.

E então ficarei contigo a sós
Vivendo as loucuras de um amor que eu não posso negar
De corpo e alma a ti hei, de enfim, me entregar!

Espera
Que um dia estarei no oásis de teu corpo
Quisera
Desde agora ser o vento que te inflama o fogo
Quem dera
Ouvir-te a expressão:
Me entrego a esse amor que é puro e verdadeiro
Que vence espaço e tempo posto que é o primeiro
Pra sempre vou te amar eu sei
E contra essa força não existe nada
Nem lei.

E então ficarei contigo a sós
Vivendo as loucuras de um amor que eu não posso negar
De corpo e alma a ti hei, de enfim, me entregar!

by Pedro Paulo Barreto de Lima
Leia Mais ››


gravatar

LUIZA ESTÁ NO CANADÁ



Paródia da canção
"Não Vou Sair"
Nilson Chaves

A geração do meme
Ficou muito agitada
No Facebook e no Twitter - redes sociais!...
E foi um treme-treme correu solta a piada
E todo mundo marcou presença com humor e paz!

E aí faltou alguém!... Mas, quem será?
"Luiza está no Canadá"...
Sim, ela é quem está faltando aqui!
E é muita gente a teclar
Toda Lan House a faturar
E o povo internetando...

E assim Tão Tão Distante
Virou logo uma febre
Só deu "Luiza no Canadá" em qualquer chat!
E foi tão importante - palácio e casebre -
Todos unidos a celebrar com espalhafate!...

E aí?! Não tem mais graça internetar!...
"Luiza chegou do Canadá"
Ninguém agora está faltando aqui!...
Meu pranto solto vai rolar,
Estou numa deprê!... Buahhh!
Outro meme procurando!...

by Jaime Adilton Marques de Araújo
Leia Mais ››


gravatar

DECISÃO...




Não vou mais traduzir em versos loucos
Esse amor que trago aqui no peito
E que devora-me a carne e o viver.

A mim já bastam esses versos poucos.
Não quero mais saber o que é feito
Da antiga alegria de saber

Que me lias com ternura e nostalgia...

Vou afundar-me no mar da poesia!

by Daniel Jônatas M. de Queirós Mauá Jr.
Leia Mais ››


gravatar

SONETO A DOIS AMORES



Não queria dar-vos minhas sobras de vida
Meus retalhos de amor, pedaços de paixão.
Se eu pudesse vos daria todo o coração
Mas não posso, pois tenho a alma dividida!

Já meu dono não sou. Meu delírio e emoção
São vossos, porque me destes nome e guarida;
Quando eu fui enganado pelo amor, sem medida,
Vós, somente, juntastes meus cacos do chão!

Por isso, amo-vos com a mesma intensidade
Com o mesmo fervor e com o mesmo instinto
Que dir-se-ia serem uma e a mesma mulher!

E o que devo fazer se não tenho vontade
De fugir desse amor que por vós inda sinto?
Escolher uma ou outra?... (Bem-Me-Quer, Mal-Me-Quer?!...)

by Jayme Lorenzini García
Leia Mais ››


gravatar

SONETO DA DESESPERANÇA



De ti, não espero do afago o sobejo
Por que sei que não tens nada a me dar...
E em meu caminho áspero eu despejo
Tua ausência para me desassombrar!

De ti, não espero as cinzas de um beijo
Nem ao menos o leve crepitar
Da chama que te inflama de desejo
Pondo em minh'alma o medo de amar!

De ti, não espero o olhar esmaecido
Dos que estão no outono da paixão
E têm, no peito, o amor emurchecido...

Porque já te esperei em noites longas
E não viestes, amor..., e só prolongas
A dor de te esperar nessa canção!...

by Manoel da Silva Botelho
Leia Mais ››


gravatar




Oh, Marta faceira,
Teu beijo-vulcão
Acende a fogueira
Do meu coração!

by Jayme Lorenzini García
Leia Mais ››


gravatar

UM RONDEL AO QUARTO MINGUANTE

 

És, ó lua, minha companheira eterna
Das noite regadas a poemas tristes
Que compus à Bem-Amada sempiterna
A dizer que tu em seus olhos existes!

Sou no templo pagão um dos antistes
De teu corpo moreno, deusa fraterna!
És, ó lua, minha companheira eterna
Das noite regadas a poemas tristes!

Uma noite, qual saída de poterna,
Viestes, diminuta, diluir os lemistes
De minha escondida, ébria e subalterna
Alma, e feliz, eu te disse (e te ristes!):
És, ó lua, minha companheira eterna!

by Jayme Lorenzini García
Leia Mais ››


gravatar

QUERÊNCIA

 

Quero o lume dos teus olhos
para a minha tentação

As delícias dos teus beijos
para a minha perdição

E o mel de teu clitóris
pra minha degustação...

by Daniel Jônatas M. de Queirós Mauá Jr.
Leia Mais ››


Apresentação

Cantinho da Saudade é o espaço virtual de compartilhamento de meus rabiscos de poesia produzidos desde 1994 até a atualidade, através dos quais canto a vida em suas múltiplas nuances! Os poemas que aqui vão são elaborados de acordo com as mais variadas regras e temáticas da arte poética clássica, moderna e contemporânea, consoante as múltiplas vozes de meus heterônimos!


Prefácio

Cantinho da Saudade é o meu blog
Onde quase sempre venho postar
Arrebóis, luas ternas, brisas do mar
E uma velha ternura de buldogue!

Mergulhe à vontade, mas não se afogue
Nas águas cristalinas desse mar...
Mas se razão faltar-lhe pra chorar,
É favor vir outro dia bem mais grogue,

Pois aqui encontrará um coração
Dilacerado sob o plenilúnio
De lembranças perenes de emoção

E saberá que da vida o infortúnio
É buscar, em vão, na velha madrugada,
O sorriso da Eterna Namorada!


Visitas de Calíope e Érato

Colaboradores

Tradução Simultânea

English French German Spain Italian
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic

Previsão do Tempo

Formas Poéticas

Acróstico (74) Aldravia (5) Balada (7) Caligrama (10) Dez-De-Queixo-Caído (2) Duotrix (8) Epigrama (5) Espinela (1) Ethree (1) Gazal (6) Haicai (48) Indriso (52) Limerik (3) Monóstico (1) Moteto (6) Plêiade (4) Poetrix (43) Quadra (29) Ritornelo (3) Rondel (58) Rondó (8) Roundel (1) Rubai (9) Sextina (1) Sonetilho (4) Soneto (410) Terza-Rima (1) Tradução (5) Triolé (11) Trova (11) Vilancete (4) Vilanela (2) Virelai (4)

Assunto Temático

Estatísticas...

Este blog possui atualmente:
Comentários em Postagens!

Horário de Brasília

Visitantes

Free counters!

Amigos On Line

Outras Saudades...