gravatar

DESENCONTRO DO AMOR: DOIS SONETOS DE FUGA


 
                      I
Estou fugindo de tudo e de todos.
Estou fugindo do meu grande amor
Que em paixão efêmera se transformou...
Por isso e por mais eu fujo de todos.

Estou fugindo desse charco de lodos
Da paixão que nem saudades me deixou.
E a beleza paradisíaca se tornou
Na imundície desse charco de lodos.

São essas, pois, as razões da minha fuga:
Morre o amor e ele então me subjuga
Me levando a uma profunda depressão

Que percebo que pra onde quer que eu fuja
Seguir-me-á essa lembrança suja
Do fantasma que roubou meu coração!
                    II
E é na fuga que aparentemente
Soluciono todos os problemas meus...
Pura ilusão! Inda ouço o adeus
Que o coração dilacerou-se de repente!

Já não sei o que me aconteceu,
Senão que me olhaste friamente
Dizendo que por mim o teu amor morreu
E que me vês como um amigo simplesmente!

Você que foi o eterno sol da minha vida
Há de querer-me um dia, mas desiludida
Verá apenas uma nênia no sepulcro meu.

É a mensagem que escrita em mistério
Decifrada há de ser por meu fantasma etéreo:
"Pelo amor de uma Mulher este poeta feneceu!"

by Léo Frederico de Las Vegas

Apresentação

Cantinho da Saudade é o espaço virtual de compartilhamento de meus rabiscos de poesia produzidos desde 1994 até a atualidade, através dos quais canto a vida em suas múltiplas nuances! Os poemas que aqui vão são elaborados de acordo com as mais variadas regras e temáticas da arte poética clássica, moderna e contemporânea, consoante as múltiplas vozes de meus heterônimos!


Prefácio

Cantinho da Saudade é o meu blog
Onde quase sempre venho postar
Arrebóis, luas ternas, brisas do mar,
E uma velha ternura de bulldog!

Mergulhe à vontade, mas não se afogue
Nas águas cristalinas desse mar.
E, se razão faltar-lhe pra chorar,
Volte, então, outro dia, bem mais grogue,

Pois aqui encontrará um coração
Dilacerado sob o plenilúnio
De lembranças perenes de emoção

E saberá que da vida o infortúnio
É, procurar, em vão, na madrugada,
O sorriso da Eterna Namorada!...


Visitas de Calíope e Érato

Colaboradores

Tradução Simultânea

English French German Spain Italian
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic

Previsão do Tempo

Formas Poéticas

Acróstico (74) Aldravia (5) Balada (7) Caligrama (10) Dez-De-Queixo-Caído (2) Duotrix (8) Epigrama (5) Espinela (1) Ethree (1) Gazal (6) Haicai (48) Indriso (52) Limerik (3) Monóstico (1) Moteto (6) Plêiade (4) Poetrix (43) Quadra (29) Ritornelo (3) Rondel (58) Rondó (8) Roundel (1) Rubai (9) Sextina (1) Sonetilho (4) Soneto (410) Terza-Rima (1) Tradução (5) Triolé (11) Trova (11) Vilancete (4) Vilanela (2) Virelai (4)

Assunto Temático

Estatísticas...

Este blog possui atualmente:
Comentários em Postagens!

Visitantes

Free counters!

Outras Saudades...