gravatar

DIÁLOGO COM A LUA (2ª LUA NOVA DE JULHO)



Lua amiga,
Depois me diga quem é que tem razão:
A Bem-Amada
Ou a Namorada prima do coração?!

Pela Bem-Amada me encantei
Meu amor lhe entreguei
Fui com ela ao altar
Um sonho realizar!

Mas, a primeira Namorada
Com uma voz aveludada
Me envolveu, me enfeitiçou,
E dei-lhe, então, meu amor!

Meu amigo,
É um perigo querer o mundo abraçar.
Sai dessa fria
Só a Poesia pode, enfim, te ajudar!

A razão, amigo, está com as duas
Pois são totalmente tuas
O errado é você
Precisas, pois, escolher!

Mas se a escolha for difícil
Só te resta o sacrifício
De chorar a mágoa vã
No colo do amanhã!

by Pedro Paulo Barreto de Lima

Quero te esquecer, mas não consigo.
Cada vez que penso em te esquecer
mais em meu pensamento fica.
A dor de pensar em te perder é só minha.
E esse silencio que fica não apaga você de mim.
Quero te esquecer, mas não consigo.
Cada vez mais quero te ter, quero te ver.
Só de pensar em sua ausência fico triste.
Quero te esquecer, mas não consigo.
Preciso te esquecer para não sofrer.
Mas já estou sofrendo...
Cada hora, cada minuto são precisos.
E eu quero mas não consigo, o que fazer...
Quero te esquecer, mas não consigo.
Na minha vida você foi o paraíso.
Uma vontade sem sentido.
Um querer sem poder.
Você foi uma estrela linda, que apareceu
na minha vida.
Mas que tantas coisas estão fazendo com
que ela perca o brilho.
Quero te esquecer, mas não consigo.
Teu cheiro está em mim.
Nossos momentos estão marcados.
Mas nossos sonhos foram calados.
Quero te esquecer, mas não consigo.
Preciso muito! para que eu não sofra.
E para não te ver sofrer...
Eu não quero...
Mas preciso te esquecer...





Autor: Celi Luzzi

Apresentação

Cantinho da Saudade é o espaço virtual de compartilhamento de meus rabiscos de poesia produzidos desde 1994 até a atualidade, através dos quais canto a vida em suas múltiplas nuances! Os poemas que aqui vão são elaborados de acordo com as mais variadas regras e temáticas da arte poética clássica, moderna e contemporânea, consoante as múltiplas vozes de meus heterônimos!


Prefácio

Cantinho da Saudade é o meu blog
Onde quase sempre venho postar
Arrebóis, luas ternas, brisas do mar,
E uma velha ternura de bulldog!

Mergulhe à vontade, mas não se afogue
Nas águas cristalinas desse mar.
E, se razão faltar-lhe pra chorar,
Volte, então, outro dia, bem mais grogue,

Pois aqui encontrará um coração
Dilacerado sob o plenilúnio
De lembranças perenes de emoção

E saberá que da vida o infortúnio
É, procurar, em vão, na madrugada,
O sorriso da Eterna Namorada!...


Visitas de Calíope e Érato

Colaboradores

Tradução Simultânea

English French German Spain Italian
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic

Previsão do Tempo

Formas Poéticas

Acróstico (74) Aldravia (5) Balada (7) Caligrama (10) Dez-De-Queixo-Caído (2) Duotrix (8) Epigrama (5) Espinela (1) Ethree (1) Gazal (6) Haicai (48) Indriso (52) Limerik (3) Monóstico (1) Moteto (6) Plêiade (4) Poetrix (43) Quadra (29) Ritornelo (3) Rondel (58) Rondó (8) Roundel (1) Rubai (9) Sextina (1) Sonetilho (4) Soneto (410) Terza-Rima (1) Tradução (5) Triolé (11) Trova (11) Vilancete (4) Vilanela (2) Virelai (4)

Assunto Temático

Estatísticas...

Este blog possui atualmente:
Comentários em Postagens!

Visitantes

Free counters!

Outras Saudades...