gravatar

MARTÍRIO DE AMOR (TORMENTO D’AMORE)



SÉRIE: "TRADUÇÕES"
TORMENTO D’AMORE
Composição: Luiz Schiavon / Marcelo Barbosa / Antônio Scarpellini
Versão: Jaime Adilton

Martírio, tormento, aflição!
É o amor invadindo meu coração;
Um lamento que faz chorar
E aumenta o desejo de encontrar-te!

Onde estás?…
Na fantasia,

Na nostalgia,
Na minha poesia!?

Nos meus olhos
Marejados…
Que infinito silêncio!
Teu rosto sereno
Me encanta
Isso me satisfaz.

Quero sempre tê-la comigo
Hoje eu senti
Realmente isso!
Sem ti sei que nada sou
Pra mim serás sempre
O primeiro amor.

Onde estás?…

Estou sempre aqui
Apaixonado
Louco por ti!

Cantar pra não morrer
Iludir-me pra não sofrer
Nestes versos confesso
És minha vida
Sempre te amarei!…

Onde estás?…

Estou sempre aqui
Apaixonado
Louco por ti!

Cantar pra não morrer
Iludir-me pra não sofrer
Nestes versos confesso
És minha vida
Sempre te amarei!…

Feliz a sonhar com você
Sou todo esperança e vejo que
O céu se cobriu de estrelas
Tornando essa noite mais bela!

Feliz a sonhar com você
Nasceu-me a esperança
De poder viver
Contigo esse amor plenamente
Pela eternidade, pra sempre!...

O céu se cobriu de estrelas
Tornando essa noite mais bela!

Te amo, Stella!

by Léo Frederico de Las Vegas

Apresentação

Cantinho da Saudade é o espaço virtual de compartilhamento de meus rabiscos de poesia produzidos desde 1994 até a atualidade, através dos quais canto a vida em suas múltiplas nuances! Os poemas que aqui vão são elaborados de acordo com as mais variadas regras e temáticas da arte poética clássica, moderna e contemporânea, consoante as múltiplas vozes de meus heterônimos!


Prefácio

Cantinho da Saudade é o meu blog
Onde quase sempre venho postar
Arrebóis, luas ternas, brisas do mar
E uma velha ternura de buldogue!

Mergulhe à vontade, mas não se afogue
Nas águas cristalinas desse mar...
Mas se razão faltar-lhe pra chorar,
É favor vir outro dia bem mais grogue,

Pois aqui encontrará um coração
Dilacerado sob o plenilúnio
De lembranças perenes de emoção

E saberá que da vida o infortúnio
É buscar, em vão, na velha madrugada,
O sorriso da Eterna Namorada!


Visitas de Calíope e Érato

Colaboradores

Tradução Simultânea

English French German Spain Italian
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic

Previsão do Tempo

Formas Poéticas

Acróstico (74) Aldravia (5) Balada (7) Caligrama (10) Dez-De-Queixo-Caído (2) Duotrix (8) Epigrama (5) Espinela (1) Ethree (1) Gazal (6) Haicai (48) Indriso (52) Limerik (3) Monóstico (1) Moteto (6) Plêiade (4) Poetrix (43) Quadra (29) Ritornelo (3) Rondel (58) Rondó (8) Roundel (1) Rubai (9) Sextina (1) Sonetilho (4) Soneto (410) Terza-Rima (1) Tradução (5) Triolé (11) Trova (11) Vilancete (4) Vilanela (2) Virelai (4)

Assunto Temático

Estatísticas...

Este blog possui atualmente:
Comentários em Postagens!

Visitantes

Free counters!

Outras Saudades...