gravatar

ASFALTO FRIO



De ontem é o jornal que leio
Notícias de que o meu Brasil cresceu
A sete pontos percentuais e meio
Mas eu pergunto: "Quem foi que enriqueceu?!"

Se eu durmo mesmo é aqui no meio
Fio da calçada, rei junto ao plebeu.
Notícia vira cobertor, correio
Da boa nova que jamais aconteceu.

E assim os dias vão
Tudo passa, ilusão!
Quem sabe não seria tão mais divertido
Sucumbir?

Onde estão os dias belos
Anunciados em mitos infanticidas?
Não crer em nada, pois, é o que me resta
Não crer em nada é, pois, não crer na vida!

Há corações endurecidos
Nos condomínios que não visitei?!...
E de carinhos já despido
Enfrento a noite e sua dura lei...

Não sei do amanhã sombrio
Se, porventura, aqui estarei!
Me abraço com o asfalto frio
E "O que é o futuro?" Sempre me perguntei...

E assim os dias vão
Tudo passa, ilusão!
Quem sabe não seria tão mais divertido
Sucumbir?

Onde estão os dias belos
Anunciados em mitos infanticidas?
Não crer em nada, pois, é o que me resta
Não crer em nada é, pois, não crer na vida!

by Manoel da Silva Botelho

Apresentação

Cantinho da Saudade é o espaço virtual de compartilhamento de meus rabiscos de poesia produzidos desde 1994 até a atualidade, através dos quais canto a vida em suas múltiplas nuances! Os poemas que aqui vão são elaborados de acordo com as mais variadas regras e temáticas da arte poética clássica, moderna e contemporânea, consoante as múltiplas vozes de meus heterônimos!


Prefácio

Cantinho da Saudade é o meu blog
Onde quase sempre venho postar
Arrebóis, luas ternas, brisas do mar,
E uma velha ternura de bulldog!

Mergulhe à vontade, mas não se afogue
Nas águas cristalinas desse mar.
E, se razão faltar-lhe pra chorar,
Volte, então, outro dia, bem mais grogue,

Pois aqui encontrará um coração
Dilacerado sob o plenilúnio
De lembranças perenes de emoção

E saberá que da vida o infortúnio
É, procurar, em vão, na madrugada,
O sorriso da Eterna Namorada!...


Visitas de Calíope e Érato

Colaboradores

Tradução Simultânea

English French German Spain Italian
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic

Previsão do Tempo

Formas Poéticas

Acróstico (74) Aldravia (5) Balada (7) Caligrama (10) Dez-De-Queixo-Caído (2) Duotrix (8) Epigrama (5) Espinela (1) Ethree (1) Gazal (6) Haicai (48) Indriso (52) Limerik (3) Monóstico (1) Moteto (6) Plêiade (4) Poetrix (43) Quadra (29) Ritornelo (3) Rondel (58) Rondó (8) Roundel (1) Rubai (9) Sextina (1) Sonetilho (4) Soneto (410) Terza-Rima (1) Tradução (5) Triolé (11) Trova (11) Vilancete (4) Vilanela (2) Virelai (4)

Assunto Temático

Estatísticas...

Este blog possui atualmente:
Comentários em Postagens!

Visitantes

Free counters!

Outras Saudades...