gravatar

ELEGIA DE TRISTEZA E AMOR À SOBRINHA QUE DEUS LEVOU!



Isabere!... Esse seria o seu nome!
Sem dúvida, uma corruptela de Isabel:
Aquela que se dedica a Deus!
Bela criança, nenhum poeta de renome
Entenderia os sentimentos meus!
Rio e choro, entre alegre e triste:
Ela é a estrela mais nova que no céu existe!

A Divina Providência quis que fosse assim!
Resta aos que ficamos - e sempre resta -
Aprender que nem sempre a vida é festa
Um dia todos teremos o mesmo fim...
Jovem ou velho - aqui não importa a idade -
O que está escrito se cumpre com severidade!

Deus, a quem tu foste dedicada
Olhou dos céus e disse: vem pra cá, amada!...
Sorrindo foste, mas deixaste em nosso ser dorido

Saudades, muitas saudades de tudo o que podias ter sido:
A neta predileta do vovô coruja; a doce berinha do titio metido
Netinha mais fofa da vovó zelosa e o orgulho dos irmãos e pais...
Tudo isso terias sido, sem dúvida, e muito mais... mas
O Destino pensou diferente. Aceitamos então,
Saudades levando sempre em nosso triste coração!

by Jaime Adilton Marques de Araújo

[Singela homenagem do poeta à sua sobrinha, nascida morta, hoje, 13 de novembro de 2010. Eternas Saudades! E que Deus conforte o coração de minha irmã Jacidalva!!!]

É! MEU PEQUENO GRANDE POETA
A VIDA É ISSO MESMO.TEMOS QUE ESTÁ PREPARADOS PARA A CHAMADA DO ALTÍSSIMO.A MORTE FAZ PARTE DA NOSSA NATUREZA;MAS NEM SEMPRE ESTAMOS PREPARADOS.TEMOS UMA CERTEZA, DE ESTAR NOS BRAÇOS DO SENHOR!!!
ATT: MIGUEL ARCANJO.

Apresentação

Cantinho da Saudade é o espaço virtual de compartilhamento de meus rabiscos de poesia produzidos desde 1994 até a atualidade, através dos quais canto a vida em suas múltiplas nuances! Os poemas que aqui vão são elaborados de acordo com as mais variadas regras e temáticas da arte poética clássica, moderna e contemporânea, consoante as múltiplas vozes de meus heterônimos!


Prefácio

Cantinho da Saudade é o meu blog
Onde quase sempre venho postar
Arrebóis, luas ternas, brisas do mar
E uma velha ternura de buldogue!

Mergulhe à vontade, mas não se afogue
Nas águas cristalinas desse mar...
Mas se razão faltar-lhe pra chorar,
É favor vir outro dia bem mais grogue,

Pois aqui encontrará um coração
Dilacerado sob o plenilúnio
De lembranças perenes de emoção

E saberá que da vida o infortúnio
É buscar, em vão, na velha madrugada,
O sorriso da Eterna Namorada!


Visitas de Calíope e Érato

Colaboradores

Tradução Simultânea

English French German Spain Italian
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic

Previsão do Tempo

Formas Poéticas

Acróstico (74) Aldravia (5) Balada (7) Caligrama (10) Dez-De-Queixo-Caído (2) Duotrix (8) Epigrama (5) Espinela (1) Ethree (1) Gazal (6) Haicai (48) Indriso (52) Limerik (3) Monóstico (1) Moteto (6) Plêiade (4) Poetrix (43) Quadra (29) Ritornelo (3) Rondel (58) Rondó (8) Roundel (1) Rubai (9) Sextina (1) Sonetilho (4) Soneto (410) Terza-Rima (1) Tradução (5) Triolé (11) Trova (11) Vilancete (4) Vilanela (2) Virelai (4)

Assunto Temático

Estatísticas...

Este blog possui atualmente:
Comentários em Postagens!

Visitantes

Free counters!

Outras Saudades...