gravatar

MELANCOLIA



Nesses melancólicos e monótonos dias,
Os dias mais tristes de minha vida
Recordo toda a volúpia, toda a alegria...
Que gozei quanto estive ao teu lado, querida!

Ao ter conhecer por você me apaixonei.
Indiferentemente me tratavas como a um irmão;
Não obstante a você eu me declarei
E sem medo te descobri todo o meu coração!

Como num sonho dourado e sempiterno
Você entrou faceiramente no meu ser.
Pensando que essa ilusão fosse um amor eterno
Fiz de você a maior razão do meu viver!

Durante noites e dias meu pensamento foi você!
Os raios do sol iluminavam minha vida.
Certo sábado eu não pude te ver
Mas em pensamento te amei, minha querida!

Quis o ingrato destino me castigar
No dia seguinte, linda manhã de domingo.
Quando a tua doce boca eu quis beijar
Você me encarou e foi me dizendo:

“Não posso; não quero”. Meu coração chorou!
E com o ser dilacerado te pedi explicação:
“Porque é porquê”. E nada mais você falou
Desferindo um golpe em meu coração!

Coração ferido, imagino como você está.
Ah! Quero falar-te e voltar a sorrir!
Saiba, meu amor! Nunca é tarde pra recomeçar…
Estou te esperando, volta logo pra mim!

by Léo Frederico de Las Vegas

Apresentação

Cantinho da Saudade é o espaço virtual de compartilhamento de meus rabiscos de poesia produzidos desde 1994 até a atualidade, através dos quais canto a vida em suas múltiplas nuances! Os poemas que aqui vão são elaborados de acordo com as mais variadas regras e temáticas da arte poética clássica, moderna e contemporânea, consoante as múltiplas vozes de meus heterônimos!


Prefácio

Cantinho da Saudade é o meu blog
Onde quase sempre venho postar
Arrebóis, luas ternas, brisas do mar
E uma velha ternura de buldogue!

Mergulhe à vontade, mas não se afogue
Nas águas cristalinas desse mar...
Mas se razão faltar-lhe pra chorar,
É favor vir outro dia bem mais grogue,

Pois aqui encontrará um coração
Dilacerado sob o plenilúnio
De lembranças perenes de emoção

E saberá que da vida o infortúnio
É buscar, em vão, na velha madrugada,
O sorriso da Eterna Namorada!


Visitas de Calíope e Érato

Colaboradores

Tradução Simultânea

English French German Spain Italian
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic

Previsão do Tempo

Formas Poéticas

Acróstico (74) Aldravia (5) Balada (7) Caligrama (10) Dez-De-Queixo-Caído (2) Duotrix (8) Epigrama (5) Espinela (1) Ethree (1) Gazal (6) Haicai (48) Indriso (52) Limerik (3) Monóstico (1) Moteto (6) Plêiade (4) Poetrix (43) Quadra (29) Ritornelo (3) Rondel (58) Rondó (8) Roundel (1) Rubai (9) Sextina (1) Sonetilho (4) Soneto (410) Terza-Rima (1) Tradução (5) Triolé (11) Trova (11) Vilancete (4) Vilanela (2) Virelai (4)

Assunto Temático

Estatísticas...

Este blog possui atualmente:
Comentários em Postagens!

Visitantes

Free counters!

Outras Saudades...