gravatar

AS ARMADILHAS DA INTERNET (PARA CANTARES AO SOM DE 'SAMPA')



alguma coisa acontece em meu coração
que só quando teclo com a neide eu sinto um tesão
enorme que me envolve em êxtase e me pega de jeito
e eu fico pensando em quem pode estar aí do outro lado
que tem o poder de deixar-me assim fascinado
com os sentimentos confusos em meu peito
e na pele o fogo de uma paixão
alguma coisa acontece em meu coração
que só quando teclo com a neide eu sinto um tesão

quando eu te encarar frente a frente talvez não me gostes
nas peças que nos prega amor não há quem não aposte
quiçá neide me aches um belchior da vida
e a você eu talvez logo pense que não a mereça
eu um reles sapo você uma linda princesa
mas quem sabe a história se inverta querida
e o flecheiro cupido nos encha então de amor e sorte
quando eu te encarar frente a frente talvez não me gostes
nas peças que nos prega amor não há quem não aposte

de peito oprimido é que te faço neide estes versos
deixando minha alma exposta ao sol pelo avesso
talvez isso tudo não passe de mera ilusão
a net está cheia de truques perfídias maldades
quem vai saber quem é que usa de sinceridade
mas inda confuso aposto nessa nossa paixão
impossível e sincera que ainda está no começo
de peito oprimido é que te faço neide estes versos
deixando minha alma exposta ao sol pelo avesso

by Léo Frederico de Las Vegas

Apresentação

Cantinho da Saudade é o espaço virtual de compartilhamento de meus rabiscos de poesia produzidos desde 1994 até a atualidade, através dos quais canto a vida em suas múltiplas nuances! Os poemas que aqui vão são elaborados de acordo com as mais variadas regras e temáticas da arte poética clássica, moderna e contemporânea, consoante as múltiplas vozes de meus heterônimos!


Prefácio

Cantinho da Saudade é o meu blog
Onde quase sempre venho postar
Arrebóis, luas ternas, brisas do mar
E uma velha ternura de buldogue!

Mergulhe à vontade, mas não se afogue
Nas águas cristalinas desse mar...
Mas se razão faltar-lhe pra chorar,
É favor vir outro dia bem mais grogue,

Pois aqui encontrará um coração
Dilacerado sob o plenilúnio
De lembranças perenes de emoção

E saberá que da vida o infortúnio
É buscar, em vão, na velha madrugada,
O sorriso da Eterna Namorada!


Visitas de Calíope e Érato

Colaboradores

Tradução Simultânea

English French German Spain Italian
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic

Previsão do Tempo

Formas Poéticas

Acróstico (74) Aldravia (5) Balada (7) Caligrama (10) Dez-De-Queixo-Caído (2) Duotrix (8) Epigrama (5) Espinela (1) Ethree (1) Gazal (6) Haicai (48) Indriso (52) Limerik (3) Monóstico (1) Moteto (6) Plêiade (4) Poetrix (43) Quadra (29) Ritornelo (3) Rondel (58) Rondó (8) Roundel (1) Rubai (9) Sextina (1) Sonetilho (4) Soneto (410) Terza-Rima (1) Tradução (5) Triolé (11) Trova (11) Vilancete (4) Vilanela (2) Virelai (4)

Assunto Temático

Estatísticas...

Este blog possui atualmente:
Comentários em Postagens!

Visitantes

Free counters!

Outras Saudades...