gravatar

SAUDADES DE VINÍCIUS DE MORAES


I
Oh! Quanto prazer eu sinto quando leio
Os belos sonetos, as elegias liriais
Do lírico Poetinha Vinícius de Moraes
Que sempre bebeu da fonte do devaneio!

Encantado com o meu próprio enleio
Sei muito bem que eu não verei jamais
Outro poeta como Vinícius de Moraes
E de beber dessa fonte tenho receio…

Não obstante, eu bebo dessa fonte
Cuja nascente fica em um alto monte
E ao beber me chega a mim a nostalgia…

Vejo então que eu sou todo saudade
E a todos falo esta minha verdade:
“Sou aprendiz do bucólico Poesia!”


II
Uma coisa estranha o meu peito invade
Neste momento de excelsa meditação…
É que eu sinto uma tão grande saudade
De você, Vinícius, meu caro irmão!

Sei que não sou o único poeta que há de
Em alguns versos dar-te uma saudação
Sei muito bem, com muita originalidade
Outros poetas também te cantarão.

Então transbordo de intensa emoção
Que estes versos com toda sinceridade
Me saltam assim do nobre coração!

És, Vinícius, a minha perdida mocidade...
E tens a pérola da sublime inspiração
Que de lirismo contagia a humanidade!

by Léo Frederico de Las Vegas

Apresentação

Cantinho da Saudade é o espaço virtual de compartilhamento de meus rabiscos de poesia produzidos desde 1994 até a atualidade, através dos quais canto a vida em suas múltiplas nuances! Os poemas que aqui vão são elaborados de acordo com as mais variadas regras e temáticas da arte poética clássica, moderna e contemporânea, consoante as múltiplas vozes de meus heterônimos!


Prefácio

Cantinho da Saudade é o meu blog
Onde quase sempre venho postar
Arrebóis, luas ternas, brisas do mar
E uma velha ternura de buldogue!

Mergulhe à vontade, mas não se afogue
Nas águas cristalinas desse mar...
Mas se razão faltar-lhe pra chorar,
É favor vir outro dia bem mais grogue,

Pois aqui encontrará um coração
Dilacerado sob o plenilúnio
De lembranças perenes de emoção

E saberá que da vida o infortúnio
É buscar, em vão, na velha madrugada,
O sorriso da Eterna Namorada!


Visitas de Calíope e Érato

Colaboradores

Tradução Simultânea

English French German Spain Italian
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic

Previsão do Tempo

Formas Poéticas

Acróstico (74) Aldravia (5) Balada (7) Caligrama (10) Dez-De-Queixo-Caído (2) Duotrix (8) Epigrama (5) Espinela (1) Ethree (1) Gazal (6) Haicai (48) Indriso (52) Limerik (3) Monóstico (1) Moteto (6) Plêiade (4) Poetrix (43) Quadra (29) Ritornelo (3) Rondel (58) Rondó (8) Roundel (1) Rubai (9) Sextina (1) Sonetilho (4) Soneto (410) Terza-Rima (1) Tradução (5) Triolé (11) Trova (11) Vilancete (4) Vilanela (2) Virelai (4)

Assunto Temático

Estatísticas...

Este blog possui atualmente:
Comentários em Postagens!

Visitantes

Free counters!

Outras Saudades...